Pages Navigation Menu

Coma Arroz

Coma Arroz

O arroz é um alimento muito consumido pelos brasileiros de todas as classes sociais e por mais da metade da população mundial.  Ele é da família dos cereais e devemos ter de 50 a 60% das necessidades energéticas diárias provindas dessa família, que faz parte da base da pirâmide alimentar.

Quando acompanhado do feijão, na proporção de três partes de arroz para uma parte de feijão, fornece todos os aminoácidos para formação de proteína da refeição. Assim, a combinação arroz com feijão nunca sairá de “moda”.

Entretanto, percebemos através da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) que o consumo da dobradinha arroz-feijão está diminuindo, principalmente, na população brasileira. Esse baixo consumo é proveniente a oferta demasiada de alimentos de consumo rápido com alto teor de gordura maléficas para o nosso organismo.

O arroz, portanto, é um alimento rico em vitaminas do complexo B (tiamina, riboflavina, niacina), minerais (fósforo, ferro e potássio), além de proporcionar uma boa concentração de energia para realizar as atividades diárias.

Quando for escolher sua refeição pense nos benefícios que esse cereal trará para você, seja acompanhado com feijão, seja em forma de risoto ou ainda arroz com outros acompanhamentos.

 

Conheça as diferenças entre alguns tipos de arroz

Arroz integral – é o mais rico em nutrientes, pois no processo de obtenção é apenas retirada a casca, mantendo todo o grão intacto. Possui um baixo consumo pela população brasileira tanto pelo seu alto preço tanto pelo sabor diferenciado.

Arroz polido (arroz branco) – é o mais consumido no Brasil, entretanto no seu processo de obtenção, polimento, é perdido algumas vitaminas e minerais.

Arroz parboilizado – nutricionalmente é melhor do que o arroz polido, pois é obtido pelo aquecimento do arroz ainda em casca, provocando a gelatinização total ou parcial do amido, fazendo que as vitaminas (principalmente do complexo B) e minerais do grão da camada mais externa passam para o seu interior, havendo uma redução das perdas nutricionais decorrentes do polimento do grão.

Arroz arbóreo – Lançado a pouco mais de três anos pelo Instituto Agrônomo de Campinas, é o mais usado para fazer risoto, pela alta quantidade de amido, conferindo uma consistência cremosa. Além disso, absorve mais facilmente os condimentos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *