A saúde do atleta está fortemente ligada aos seu quadro físico. Os desgastes articulares são comuns e atingem milhões de pessoas, causando impotência funcional e dificuldade para se locomover.

A artrose ou osteoartrose ocorre com certa frequência em praticantes de esportes que geram sobrecarga nas articulações. Salienta-se ainda que estas doenças são muito mais complexas e afetam um conjunto de estruturas, que envolve a cartilagem, revestimento articular, ligamentos e ossos.

Diferentemente dos esportes equestres olímpicos, nas modalidades western (rédeas, tambor, team hoping, etc) e gaúcha (Freio de Ouro, Movimento a la Rienda, Peleteada, Marcha de Resistência, etc) um fator negativo enfrentado atleta pelo é a pressão exercida por clientes proprietários, para uma alta performance.

O competidor atleta, principalmente no início da carreira, não se permite respeitar o tempo para uma recuperação adequada, causando assim novas lesões, e necessitando de tratamento, o que não é feito na maioria das vezes. Isso ocorre devido a competição entre os iniciantes para configurar entre os grandes competidores já consagrados.

Sendo assim, o conjunto de alterações é fator que potencialmente pode criar condições de prejuízos significativos ao sistema musculoesquelético nos atletas, particularmente às estruturas que compõem a coluna vertebral, ombro e quadril.

Neste enfoque a MIDA Saúde desenvolveu um programa de conscientização e tratamento destes competidores em competições equestres.

O objetivo é poder atuar na saúde dos competidores aumentando diretamente sua performance.

Acompanhe a MIDA Saúde nas redes sociais e conheça mais sobre este projeto!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...